Breve resumo redundante de mim



Bom, eu nasci já faz um tempinho e, então, um tempinho já vivo, perambulo e deambulo, na maioria das vezes sem preambular, pela marginal do texto de forma brutalmente egoística, egóica e vulgar, sem medir palavras (nunca entendi pra que saber o comprimento de uma palavra) e sem nenhuma intenção outra que não seja a de satisfazer meu caligular apetite por aforismos, desaforismos e (Claro!!!) neologismos, ilogismos, cataclismos, bufanismos e inúmeros outros ismos felizes e canalhas que venham a ilustrar alguma feliz catástrofe (estou falando de mim, de meu ponto caolho de vista. Catástrofes só são catastróficas para quem é catastrofizado).
Este livrelho (neologismos, lembra?!) é uma pequena coletânea de textos que eu, nédio, me arrastando pelos teclados da vida, ou num bar em troca de pão, movido por uma imensa vontade de disseminar a perversão, selecionei dentre as crônicas jovens, mas já com algum problema crônico de moradia, e as crônicas terceiridadistas, que também não tinham onde habitar (Tadinhas!); que, embora, à primeira vista, pareçam boazinhas, ficaram humanamente felizes com o fato de suas irmãs não-digitadas terem sido preteridas,e não elas.

(por Eu Mesmo)

Ocorreu um erro neste gadget